Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

O Assassinato de Eduardo Mondlane

 

A MORTE DE EDUARDO MONDLANE
A MINHA OPINIÃO
 
Tenho consultado vária documentação sobre a forma como ocorreu o assassinado do Dr. Eduardo Mondlane e, após uma análise profunda, sobre este acontecimento, cheguei às seguintes conclusões:
Uria Simango e Eduardo Mondlane
Dar-es-Salam - 1963
1 – Ao contrário da versão que corria na época e na qual eu acreditava, não poderia ter sido a PIDE a cometer tal acto, uma vez que, da forma como tudo aconteceu, teria que haver a conivência da Ala Maoista da Frelimo com a própria PIDE. Esta ligação está fora de hipótese, dada a sua incongruência;
2 – Ter sido ordenada e organizada pelo Governo da Tanzânia é de todo inimaginável, dadas as boas relações de Mondlane com Nyerere e a Tanzânia disponibilizou todo o território para bases e centros de instrução da Frelimo e apoiava-os na logística;
3 – Intervenção da CIA, também, está fora de hipótese, uma vez que os lugares cimeiros da Frelimo estavam ocupados por pessoas com formação ocidental (Eduardo Mondlane licenciou-se em Sociologia nos EUA).
Análise da forma como ocorreu a explosão:
a)      É do conhecimento público que Eduardo Mondlane tinha um escritório numa Residencial, com Restaurante, que era propriedade de uma sua amiga e ex-secretária, de nome Betty King, onde passava grande parte do seu tempo;
b)      Nesse momento, cerca 09H30, só se encontravam na Estalagem duas pessoas: Eduardo Mondlane e o cozinheiro, quando a Estalagem tinha vários empregados;
c)       O secretário de Mondlane era Joaquim Chissano, que acumulava com o cargo de director dos serviços de segurança da Frelimo;
d)      Toda a correspondência era aberta pelo seu secretário, Joaquim Chissano, e entregue a Mondlane;
e)      Porque é que, nesse dia, só estava um empregado da estalagem e o próprio Mondlane?
f)       Porque é que, nesse dia, toda a correspondência foi entregue a Mondlane, sem passar pelo seu secretário?
g)      Porque é que, depois do assassinato, só foram considerados como suspeitos do crime, os elementos menos radicais e com formação ocidentalizada que tiveram que fugir para outros países, devido aos riscos de morte a que estavam expostos.
h)      O comandante operacional da Frelimo era, na altura, o Samora Machel que recebeu instrução militar na Argélia e formação política na China de Mao Tsé Tung e era coadjuvado por essa figura sinistra chamada Marcelino dos Santos, tendo, como mentor político uma outra figura sinistra que era o Sérgio Vieira.
Depois destas considerações e da prática da Frelimo, depois da independência, nomeadamente a construção de “aldeias comunais”, “campos de reeducação”, “campos de extermínio”, etc. práticas estas que eram cópias dos regimes maoistas da Albânia e da China, chego à conclusão que os autores do assassínio de Eduardo Mondlane foram os responsáveis que ocuparam os lugares cimeiros da Frelimo, a seguir ao assassinato, uma vez que os “moderados” se opunham à corrente Maoista encabeçada pelo Samora Machel e que integrava figuras sinistras, como Marcelino dos e Sérgio Vieira, etc. , tiveram que fugir, para não serem assassinados. Alguns deles, tais como Urias Simango (vice-presidente no tempo de Mondlane), Paulo Gumane, padre Gwengere e muitos outros vieram a ser executados no “campo de extermínio” de Metelela (ex-Nova Viseu), no Niassa.
Estes elementos conseguiram o poder dentro da Frelimo, ficando o Samora Machel com a Presidência, o Marcelino dos Santos com a vice-Presidência e, como ideólogo o Sérgio Vieira. Estava, assim, criada uma nova Frelimo, de orientação Maoista, que veio a assassinar centenas de milhares de moçambicanos nos primeiros anos pós-independência.
A China passou a apoiar, abertamente, a Frelimo, que passou a contar com guerrilheiros e atiradores especiais chineses nas suas fileiras.
Acho que, na minha modesta opinião, não são necessários mais inquéritos, porque esta será a verdade incontestável.
 
Links:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Samora_Machel
http://pt.wikipedia.org/wiki/Eduardo_Mondlane
http://www.zambezia.co.mz/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=2091
 
Nota: Acabei de ver na RTP o 14º. Episódio da GUERRA COLONIAL, da responsabilidade de Joaquim Furtado e, logo no início, verifiquei que a minha opinião sobre o assassinato de Eduardo Mondlane foi, assim, reforçada.

Publicado por gruposespeciais às 17:47
LINK DO POST
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.



ver perfil

. 2 seguidores

ARTIGOS RECENTES

ZECA CALIATE VOZ DA VERDA...

O SÉRGIO ´´SERIAL KILLER`...

A VERBORRÁICA DO REGIME D...

Biografia de Zeca Caliate...

Omar Ribeiro Thomaz fala ...

"EMBARRIGUECIMENTO DOS LI...

FRAUDES MACIÇAS NAS ELEIÇ...

Não deves nada à Frelimo,...

Metelela - Os crimes da F...

ESCLARECIMENTO

ARQUIVOS

Abril 2016

Março 2016

Outubro 2014

Agosto 2014

Maio 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Junho 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Junho 2012

Abril 2012

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

MAIS COMENTADOS

ÚLT. COMENTÁRIOS

Afinal Samora e os amigos foram traiçoeiros ,assim...
Caro amigo, se quiser partilhar a sua experiência,...
Sou um velho GE. Período 71/73.Comandei o GE 212 N...
Gostei de ouvir a messenge sobre os nossos heróis ...
EmFalta dizer que nesss fata te ofereceste para se...

tags

todas as tags

OUTROS BLOGS E MUITO MAIS

subscrever feeds